A obstrução ao fluxo através da valva mitral leva ao aumento do volume e pressão do sangue no átrio esquerdo,que também se reflete retrogradamente como aumento de pressão no sistema venoso pulmonar.Posteriormente,há dilatação do átrio esquerdo,que favorece o aparecimento de arritmias,como a fibrilaçao atrial,e a formação de trombos intra-atriais.
Aproximadamente 25% dos pacientes portadores de estenose mitral crônica podem desenvolver hiper-resistencia pulmonar e sobrecarga ventricular direita.